domingo, 25 de julho de 2010

Artista africano impedido de entrar no Brasil em 23/07/10

Boniface Ofogo Nkama (http://www.boniofogo.com/ ) nascido na República dos Camarões e radicado na Espanha desde 1988, nosso convidado para o Simpósio Internacional de Contadores de Histórias (www.simposiodecontadores.com.br) que acontecerá na próxima semana, no Rio de Janeiro e em Ouro Preto, foi impedido de entrar no Brasil, no aeroporto de Confins/BH, pela Polícia Federal que alegou falta de visto, no dia 23/07/2010(sexta-feira),vindo de Madri em voo da TAP.

Ele havia estado com a Vice-Cônsul do Brasil em Madri, no dia 20/07, com toda a documentação e foi informado que há pouco tempo foi celebrado um acordo que dispensava o visto dos cidadãos camaroneses. Confirmando o e-mail que eu havia recebido do setor de vistos do Consulado do Brasil em Madri dizendo não haver necessidade, pois a carta convite de intercambio cultural era suficiente para sua estada no país, como turista, durante três meses.

Boniface embarcou sem problemas, mas ao chegar ao aeroporto de Confins/MG a Policia Federal não permitiu sua entrada. Embora ele tenha relatado toda a situação, mostrado os documentos, cartas, e-mails, seus livros, o programa do Simpósio de Contadores. UMA SITUAÇÃO HUMILHANTE E CONSTRANGEDORA.

Boniface me telefonou às 17 horas dizendo que às 19 horas seria DEVOLVIDO a Madri. Imediatamente liguei para a Polícia Federal do aeroporto de Confins perguntando o que poderíamos fazer. E eles me disseram que nada.

Recorremos ao serviço de imigração e o Ministério das Relações Exteriores enviou uma permissão para a entrada no país.
A Polícia Federal alega que a permissão chegou as 19h31 e o voo já havia partido as 19 horas. E novamente me disse que não se podia fazer mais nada.

ESSA ATITUDE É INACEITÁVEL. Boniface é um artista reconhecido internacionalmente e que já esteve em 18 países sem nenhum problema, inclusive no Brasil, em dois simpósios anteriores, e foi um dos protagonistas do documentário Histórias que gravamos aqui em 2005.

Estou envergonhada e preciso tomar uma atitude, pois tenho certeza que houve PRECONCEITO COM UM AFRICANO, POR SER NEGRO E ARTISTA.

Boniface é um artista excepcional, um contador de histórias, um intelectual, um mediador intercultural, um escritor. Vinha para o Brasil para estrear no Simpósio o documentário En Memória uma homenagem a seu pai, recentemente falecido.Ele é da etnia yambasa onde seu pai era rei e o detentor da palavra, um mestre da cultura popular.E Boniface por tradição agora representa na sua etnia o que foi seu pai.

Nossa primeira ação foi entregar para um advogado todos os documentos pedindo que Boniface seja trazido ao Brasil para o evento com todo o respeito e dignidade que merece. E com um pedido de desculpas do governo brasileiro.

A situação é lamentável nesse momento em que o Presidente Lula acaba de voltar da Africa para acordos de cooperação com esse continente que é o berço da humanidade.

E imaginem o que pode acontecer na Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas de 2016 se as informações dos consulados do Brasil no exterior divergem das que existem no nosso país.

Peço a todos que nos apoiem enviando este email para sua rede de amigos e para todas as instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, que conheçam. E repliquem esse e-mail nos seus blogs e nas redes sociais.

Benita Prieto
Idealizadora e Produtora do Simpósio
e-mail : simposiodecontadores@simposiodecontadores.com.br

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Símpósio Internacional de Contadores de Histórias



Pensou que delícia, um monte de gente reunida pra contar e ouvir histórias,e cada um trazendo na mala e no peito um monte de histórias pra trocar? Pois é de 29/7 a 01/8 o Rio de Janeiro vai receber gente de todo lugar pra compartilhar, rir e se emocionar com histórias. Dá só uma conferida na programação:
http://www.simposiodecontadores.com.br/

segunda-feira, 19 de julho de 2010

atendendo a pedidos

Recebi inúmeros pedidos pra postar os vídeos. A princípio eu iria editar, mas me diverti tanto em casa assistindo que achei melhor colocar assim mesmo.
Se você é da família peço licença, se não é peço desculpas, rsrs.




festa julina




No último fim de semana realizamos uma festa julina, que já virou tradição de família.
Desejei compartilhar, pois foi desse tamanho de família que nasci e cresci ouvindo e contando histórias. Alguns não puderam vir- e fizeram falta; outros já foram embora e ficam na nossa lembrança...

Passeando entre diversas simpatias penduradas pelo quintal (desde pedidos pra lua pra ganhar dinheiro, até espantar visita chata-rsrs), nos divertimos entre brincadeiras de argola, pescaria e correio elegante; comemos bolinho caipira, pipoca, cachorro quente, doces (muitos doces!), milho assado no fogão a lenha,bingo e prêmio de "um milhão" para a melhor caracterização, e ainda tivemos o "Show de talentos".
Pra começar fizemos a catira, com todo mundo dançando. Depois nos deliciamos com o desfile de talentos da família:
*O solo do tio Dimas interrompido pela esquecimento da letra da música,rsrs;
*A história do pintinho Zé Maria , contada pela tia Glória, que recolhe fotos e histórias mantendo viva a nossa memória;
*O xote dançado pelo Marcelo e pela Patrícia;
*A cantoria do tio Sales e tia Leide (tio Sales que junto com tio Lúcio forma a dupla sertaneja da família intitulada Miserávi e Zé Ridico);
* O divertidíssimo trio "As irmãs Cachaceiras" formado por minha mãe, tia Mercedes e a prima Regina, que esse ano tiveram o acompanhamento no violão do meu irmão Ewerton;
* Cordel do Zé Malandro, escrito e lido pela amiga Flávia D'ávila.
Isto tudo aliado a animação de todo mundo que tava presente.

Sempre que fazemos essa festa me emociono porque a gente ri, canta, dança, conta novas histórias e relembra as antigas, pura cultura popular pulsando dentro da gente!!!




quinta-feira, 15 de julho de 2010

Contos de Fadas- projeto dos alunos da JAM




Fiz uma participação deliciosa na exposição do projeto realizado pelos alunos da JAM, cujo tema foi, adivinhem só:
"Contos de fadas".

A JAM é uma entidade de Jacareí/SP sem fins lucrativos, fundada em 1969, que tem como finalidade atender famílias de baixa renda nos seguintes programas:
- PROGRAMA DE ATENDIMENTO À PESSOA COM DEFICIÊNCIA e PROGRAMA DE ATENDIMENTO AO ADOLESCENTE. Pra conhecer- http://www.jam.org.br/

Fiz uma montagem das fotos porque não havia muitas, portanto elas não mostram que havia muita gente sentada nas cadeiras e outras tantas em pé pra fora do salão, todas ansiosas pra ver e compartilhar esse momento especial dos alunos! E eu de cá, agradeço todo o carinho recebido, muito obrigada!


quinta-feira, 1 de julho de 2010

Lilac Wine

Esta é uma delicada canção que conhecia na voz poderosa de Nina Simone e de Jeff Buckley e acabo de descobrir que foi escrita em 1950 por James Shelton.
Fiquei encantada quando assisti o vídeo postado no Alfinete de Dama (tem um link ao lado, onde está escrito Contando histórias) . Não resisti em compartilhar aqui também.
Um pouco de delicadeza e encantamento...